sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015






Missô com beterraba, espinafre e ovo
Para o molho de missô:
1 colher de sopa de missô
2 colheres de sopa de vinagre de arroz
1/2 colher de chá de gengibre fresco ralado
1 colher de sopa de óleo de gergelim
1/2 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de água
Para a mistura de beterraba:
1 beterraba grande, descascada, crua, cortada em lâminas
2 xícaras de espinafre
2 ovos
2 cebolas em cubos ou batidinha
1/2 colher de chá de sementes de gergelim, para guarnecer
Modo de preparar
Misture todos os ingredientes para o molho misô em uma tigela pequena até que estejam totalmente misturados.
Coloque a beterraba em um processador de alimentos e pulse até parecer um arroz(em tiras). Transfira para uma tigela média.
Coloque uma frigideira grande em fogo médio e adicione o espinafre. Cozinhe por 5 minutos
Adicione o espinafre e o molho de missô à tigela de beterraba e misture. Divida em duas tigelas como duas porções.
Na mesma frigideira, quebrar os ovos. Deixe até que a clara cozinhe e em seguida, cubra cada tigela com um ovo e decore com cebolinha e sementes de gergelim.
Esse prato é muito nutritivo - As beterrabas são ricas em antioxidantes, ácido fólico e potássio, e, claro, eles são lindos em cores. Eles também são tão resistentes e oferecem ampla fibra dietética.
(foto ilustrativa do site PopSugar food)
Amo camarão de quase de todas as maneiras.E prefiro o camarão caseiro, sempre, porque coloco o tanto de alho e óleo que eu quiser, os ingredientes que gosto mais, os filhos, os amigos, etc.
Os temperos gosto de colocar no processador com as hélices: cebola, alho, coentro, pimenta dedo de moça, às vezes gengibre, às vezes manjericão, alecrim, enfim, o que meu paladar pedir. Estava vendo essa foto de camarão com aspargos e é idêntica a que faço com quiabo que gosto mais do que de aspargos.
Ingredientes:
500kg de camarão limpo
1/2 limão
azeite de oliva
no multiprocessador ou picar bem com a mão, tanto faz:
1 cebola
2 dentes de alho
meio maço de coentro
1 ou duas pimentas dedo de moça
sal e pimenta do reino a gosto
aspargos ou quiabo
Modo de preparar:
Minutos antes de iniciar a receita, espremer o limão sobre os camarões e escorrer
Picar todos os temperos e misturar aos camarões com a mão, bem misturado
Numa frigideira Grill ou numa boa frigideira comum, coloque o azeite e grelhe aos poucos os camarões. Vire de um lado e de outro até dourar por inteiro.
Na última leva de camarões à frigideira, misture o quiabo ou aspargos para grelhar também.
Salada ou arroz pra acompanhar.
foto ilustrativa da Home Cooking Memories)

"Pici all’ aglione: Tuscan pasta with tomato-garlic sauce"
Massa ou Pasta é algo que se faz muito rápido e é sempre bem vinda em todas as épocas. Claro que uma boa massa faz diferença mas o molho é o que faz da massa deliciosa ou não.
Minha mãe fazia o molho de tomate com duas horas ou mais para que ficasse do seu agrado (e de todos nós). Mas hoje temos muitos tipos de molho e mais práticos para o "em cima da hora".
Busco muita inspiração no site Our Italian Table. 
O fusili feito à mão é muito saboroso mas pode usar a massa que se tem à mão, claro. Vamos à receita do molho de tomates com alho, rápida e deliciosa.
Ingredientes:
2 xícaras de tomates sem pele, picados (frescos ou drenados se usar enlatados)
De 4 a 6 dentes de alho
Azeite de oliva extra-virgem ,1/3 xícara .
Sal e uma pitada de pimenta a gosto
Faça o molho:
Fatie o alho em lascas finas
Coloque o azeite em uma frigideira em fogo médio. Adicione o alho e refogue as lascas sem deixar ficar marrom! Retire da frigideira e reserve.
Adicione os tomates, tempere com pimenta e sal e deixe refogar por alguns minutos.
Adicione o alho ao molho.
Sirva sobre qualquer massa, com bastante queijo ralado e um bom vinho!( Foto ilustrativa de Our Italian Table)



Naqueles momentos que dá vontade de comer algo mas não se sabe o que, essa é uma dica pra curtir com amigos, com a família:Um lanche delicioso, inspirado na culinária mexicana: carne moída, doritos ou rapi 10, guacamole de abacate e/ou manga, sour cream, salada.
Para a carne moída
500gr de carne moída
1 cebola, 2 dentes de alho
salsinha e cebolinha
cominho em pó (dá uma grande diferença no sabor)
sal e pimenta a gosto
Refogar em azeite, a cebola picadinha e o alho espremido
colocar a carne moída e mexer para selar
acrescentar os outros ingredientes e continuar mexendo
Nao colocar água. Em fodo baixo, tampe e deixa cozinhar por alguns minutos e está pronta.
Sour Cream
1 pote de cream cheese
1/2 caixa de creme de leite
suco de 1 limão
Bata na batederia ou misture bem para não empelotar. Leve à geladeira por 20 minutos
Guacamole de Abacate
2 abacates bem maduros
1 tomate cortado em cubinhos bem pequenos
1 cebola média cortada em cubinhos
Coentro picado (uma xícara de chá)
Sal, pimenta dedo de moça picada ou do reino, azeite e limão a gosto
Descasque o abacate e amasse a polpa com a ajuda de um garfo. Misture o tomate, o coentro e a cebola picados. Acerte o tempero com sal, pimenta e limão. Leve à geladeira até a hora de servir.
Guacamole de Manga
2 mangas bem maduras bem picadinhas
1 cebola média bem picadinha
1 xícara de coentro bem picadinho
Sal. pimenta dedo de moça picada
Sal, limão e azeite a gosto
Misture todos os ingredientes e leve à geladeira até a hora de servir.
Coloque tudo na mesa: cada comidinha num recipiente, os doritos, temperos, e cada um se serve como quiser. Bom ter uma salada de folhas para acompanhar.
(foto ilustrativa do site Tem Delícia na Cozinha)


A transformação que ocorre no interior do caldeirão é vital e extraordinária, sutil e refinada. A boca não pode expressá-la em palavras.
I Yin, chef chinês, 239 a.C.
Receitas de panela, sempre tem aquele refogado que cada um tem na cabeça conforme o costume de família. Seja em qualquer tradição, a cebola é o início de qualquer refogado. A cebola e um tanto de vegetais aromáticos.
Segundo Michael Pollan, é a combinação desses vegetais picados que dá às receitas de panela seu sabor e sua identidade cultural. Por exemplo, um mirepoix, cebola picada, cenoura e aipo refogados na manteiga, vem da culinária francesa. Se ao invés da manteiga você usar azeite, com alho e um pouco de salsa, terá o sofrito, identidade italiana. A culinária espanhola começa com a cebola, tomate, alho, pimentão. Quando a receita tem por base cebolinha, alho e gengibre picados, esses são indícios de pratos orientais.
Temperos da Indonésia: Molho de soja, Alho, Melado, Amendoim, Pimentas
Laos: Molho de peixe, Leite de coco
Grécia: Limão, Orégano, Tomate
México: Limão siciliano, Pimenta
Hungria: Cebola ,Toucinho,Páprica
Marrocos: Cominho, Coentro,Canela,Gengibre,Cebola,Frutas secas
Pesto de Ervas
Esse pesto de ervas Adriana Barini me ensinou. Aí fui testando outras ervas e confesso que nunca consigo repetir o mesmo sabor. Nunca coloco orégano pois eu acho que ele rouba muito a cena. O pesto é muito prático pois os temperos estão ali na geladeira, prontinho pra usar.
Uso em quase tudo – refogar qualquer legume, verdura, pra temperar carnes, frango, peixes, aromatizar molhos, molho de salada e até pra guarnecer massas.
Você pode fazê-lo e guardar na geladeira, num pote, de preferência de vidro, com tampa. Dura bastante tempo.
Na escolha dos ingredientes, você acaba criando uma identidade de sabor. Seja aumentando ou diminuindo cada tipo das ervas os sabores se modificam. Sem falar que é muito mais saudável, pois você compra e escolhe os produtos, melhor ainda se forem orgânicos.
2 cebolas
3 dentes de alho sem casca
1 maço de Salsa fresca
Azeite extra virgem 250 ml
Folhas de Hortelã fresca
Manjericão Fresco
Sálvia fresca
Tomilho Fresco sem as hastes
Folhas de salsão
Alecrim Fresco sem as hastes
½ maço de coentro fresco (ninguém nota o gosto mas enriquece o pesto)
Sal a gosto
Modo de Preparo
Pique todas as ervas frescas grosseiramente.
Liquidifique a mistura lentamente através do pulsar ( não bata em velocidade constante) até ficar um molho pesto grosso. Despeje no recipiente com tampa e leve à geladeira.

Bacalhau Fresco



Bacalhau fresco em 'Potacchio ('potacchio' - uma preparação simples de tomate, alho, cebola e vinho)
1kg quilo de bacalhau fresco, cortadas em pedaços grandes
3 colheres de sopa de azeite de oliva
1 cebola média picada
4 filés de anchova, no azeite de oliva, amêndoas fatiadas
3 dentes de alho, picados
3 tomates picados (ou 1 caixa de tomate picado)
1 xícara de vinho branco seco
1 punhado de salsa, cortada em cubos (cerca de ¼ de xícara)
sal marinho
Pimenta do reino moída
Como fazer:
Em uma panela ou frigideira grande o suficiente para acomodar o peixe, aqueça o azeite em fogo médio. Adicione a cebola e refogue até ficarem translúcidas, cerca de 5 minutos. Adicionar as anchovas e misture até ficar macio e incorporadas, cerca de 1 minuto. Adicione o alho e mexa até sentir aquele cheirinho bom do refogado, cerca de 30 segundos.
Adicione os tomates e vinho. Mexa e deixe ferver até ficar ligeiramente reduzido, cerca de 5 minutos. Adicione a salsinha e tempere com sal e pimenta. baixe o fogo. Tempere o bacalhau com sal e pimenta e leve-o a se incorporar ao molho. Cozinhe até que o peixe esteja cozido e o molho engrossar, cerca de 10 minutos. Não mexa pra não quebrar o peixa.
Polvilhe com salsa fresca picada e um fio de azeite extra-virgem e sirva com um pouco de pão italiano crocante. Buon appetito!
(receita de Our Italian Table)

Para quem se interessa por cozinha, saúde, antropologia, psicologia, política, história, tudo junto, Michael Pollan em seu livro Cozinhar, "convida o leitor a redescobrir a experiência fascinante de transformar os alimentos".

"Foi o ato de sentarmos para uma refeição, olhar nos olhos uns dos outros, compartilhar a comida, nos comportar com certo decoro, tudo isso serviu para que nos civilizássemos, nos tornássemos mais domesticados."
"Descobri que cozinhar nos proporciona a oportunidade - tão rara na vida moderna - de trabalharmos diretamente para a nossa própria subsistência e das pessoas que alimentamos. Se isso não é "ganhar a vida", então não sei mais o que poderia ser."
"... só o controle do fogo e a consequente invenção da culinária podem explicar a evolução de cérebros grandes e conscientes o bastante para construir frases "o Homo sapiens é o único animal que cozinha"